Nesta segunda-feira (28), as Guerreiras Grenás enfrentam o Corinthians, pela decisão da Copa Libertadores da América. O jogo será às 21h30min (horário de Brasília), no estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito, no Equador.

As duas equipes também decidiram o título brasileiro deste ano. Após dois empates, 1 a 1 e 0 a 0, a Ferroviária se sagrou campeã nacional ao vencer o Corinthians nos pênaltis, fora de casa, por 4 a 2. Com o título, a AFE se tornou o primeiro time feminino do país a ser bicampeão nacional (havia vencido também em 2014).

As Guerreiras Grenás buscam o bicampeonato da América. Em 2015, a equipe derrotou o Colo Colo-CHI na final por 3 a 1 e levantou o caneco.

A Locomotiva está fazendo uma boa campanha na Libertadores de 2019. Em cinco partidas, venceu quatro. Marcou 20 gols e sofreu sete. A equipe também tem a artilheira da competição, a atacante Nathane, com nove gols.

A técnica Tatiele Silveira disse que é importante alinhar os fatores técnico, tático e emocional nesta decisão. “Agora é o acerto dos detalhes. Nós viemos de uma grande semifinal, e a gora é contra um adversário que nós já conhecemos. É muito mais do nosso foco e da nossa concentração, das nossas ideias, sabendo da qualidade do Corinthians. Mas acho que a preparação agora é muito mais mental do que física ou técnica. Agora é um momento de recuperação e de ajustar de novo as estratégias. É uma partida que envolve muito essa parte emocional, principalmente por estarmos fazendo uma reedição da final (do Brasileiro). Então, todos nós queremos buscar um título, brigar por esse título, e nós queremos ser merecedores deste momento. É para isso que nós vamos trabalhar, alinhar os três fatores: técnico, tático e emocional, para que nós possamos brigar por um grande título novamente”, falou.

Texto e foto: Tiago Pavini/Ferroviária SA