LOCOMOTIVA ONLINE
  1. Branquinho é o novo reforço da Ferroviária para a Série D do Campeonato Brasileiro
  2. Ferroviária contrata o volante Nando Carandina
  3. Após quatro temporadas fora, Daiane está de volta à Ferroviária
  4. Ferroviária perde para a Inter e se despede do Troféu do Interior
  5. Ferroviária inicia busca pelo título do Troféu do Interior contra a Inter de Limeira

Guerreiras grenás

A equipe de futebol feminino da Ferroviária foi criada em 2001, antes mesmo das exigências atuais da FIFA e COMENBOL. Com o objetivo de formar atletas e, consequentemente, equipes competitivas. A Ferroviária se tornou uma referência após conquistar os principais títulos da
modalidade, como Campeonato Paulista, Bi-campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e por fim a Taça Libertadores da América em 2015.

As jogadoras da Ferroviária receberam da imprensa araraquarense o apelido carinhoso de Guerreiras Grenás, uma alusão ao espírito de luta das atletas dentro de campo. A partir de 2017 o clube obteve mais dois importantes marcos fora das quatro linhas: o investimento em categorias de base, algo raro na modalidade, e a assinatura de contratos com carteira assinada, prática pouco comum no cenário brasileiro.

2019
Vice-Campeã Libertadores
A Locomotiva volta a disputar uma Libertadores após vencer a competição 4 anos atrás. As Guerreiras realizam grande campanha no Equador, que culmina no vice-campeonato diante do Corinthians-SP. A partida foi disputada no estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito, e a Ferroviária foi superada pelo placar de 2 a 0.
2019
Bi-Campeã Brasileira
A Ferroviária conquista seu segundo título brasileiro, no dia 29 de setembro de 2019, ao vencer o Corinthians-SP na decisão por pênaltis, no estádio Parque São Jorge em São Paulo. Após empate por 1 a 1 no primeiro duelo na Fonte Luminosa, as Guerreiras empataram novamente, dessa vez por 0 a 0, na casa das adversárias. O gol grená do primeiro duelo foi marcado por Aline Milene, e nas cobranças de pênaltis, a AFE venceu por 4 a 2 (Luana, Aline Milene, Andreia e Gessica marcaram). Além do título, dois fatos marcaram a campanha, Tatiele Silveira foi a primeira mulher a conquistar um título dirigindo uma equipe feminina no Brasil, e ao empatar por 1 a 1, na Fonte Luminosa, as Guerreiras quebraram uma sequencia de 34 vitórias seguidas da equipe corinthiana, que é o atual recorde mundial entre futebol masculino e feminino.
2017
Futebol feminino com carteira assinada!
A Ferroviária dá mais um passo importante para a valorização das atletas e profissionalização do futebol feminino, ao fechar contrato com carteira assinada, visando a temporada de 2018, com seis atletas do elenco: Géssica (zagueira), Barrinha (lateral), Patrícia (meia), Raquel (meia), Ludmilla (atacante) e Luciana (goleira). A Ferroviária é um dos clubes pioneiros a tomar essa atitude, e espera com isso estimular outras associações a tomarem a mesma iniciativa.
2015
CAMPEÃ DA COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA!
As Guerreiras Grenás conquistam a América. O time da Ferroviária/Fundesport se sagrou campeão invista da Copa Libertadores da América no dia 8 de novembro de 2015, ao bater na final o Colo-Colo por 3 a 1, em Medellín, na Colômbia. Os gols da Ferroviária foram marcados por Tábatha Santos (2) e Barrinha e o gol de honra do time chileno foi marcado por Villamayor. O título inédito, logo na primeira participação grená na competição, garantiu a presença da equipe na Copa Libertadores de 2016.
2014
GUERREIRAS GRENÁS SÃO CAMPEÃS BRASILEIRAS!
A Ferroviária/Fundesport conquistou o Campeonato Brasileiro de 2014 ao bater o Kindermann, equipe de Santa Catarina, em duas partidas finais. No jogo de ida, fora de casa, as Guerreiras Grenás bateram as adversárias por 3 a 0. No segundo jogo da final, no dia 30 de novembro de 2014, na Arena da Fonte Luminosa, uma nova vitória, dessa vez por 5 a 3, confirmou o título nacional invicto, comemorado diante da torcida em Araraquara. Os gols do título foram marcados por Raquel (2), Adriane Nenê (2) e Rafaela Travalão.
2014
FERROVIÁRIA CONQUISTA A COPA DO BRASIL!
O time de Araraquara conquistou o título da Copa do Brasil em final equilibrada contra o São José. Depois de bater o time de São José dos Campos na Arena da Fonte Luminosa por 1 a 0, as Guerreiras Grenás perderam o segundo jogo, fora de casa, pelo mesmo placar. Nas cobranças de pênaltis, a Ferroviária venceu por 5 a 4 e conquistou o título inédito para Araraquara. A decisão teve oito cobranças de pênaltis para cada lado e Jéssica marcou o gol decisivo para a Ferroviária.
gg

NOSSAS GUERREIRAS EM AÇÃO

slider_guerreiras1
slider_guerreiras2
slider_guerreiras3
slider_guerreiras4
slider_guerreiras5
slider_guerreiras6
slider_guerreiras7

As jogadoras da Ferroviária/Fundesport receberam da imprensa araraquarense o apelido carinhoso de Guerreiras Grenás, devido ao espírito de luta demonstrado pelas atletas dentro de campo, que colaborou para diversas conquistas nos gramados de todo o país. Além dos títulos da Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, a Ferroviária/Fundesport é o time com mais campeonatos paulistas disputados. O tetracampeonato paulista foi conquistado em 2002, 2004, 2005 e 2013. O time também foi campeão dos Jogos Abertos do Interior em 2007, 2015, 2016 e 2017.